Frances Ha

Imagem

A julgar pela quantidade de produções recentes que usam como pano de fundo a vida de jovens meio fracassados, meio divertidos e meio que tudo bem, diria que faço parte de uma geração problemática (minha mãe também costuma me dizer isso).

O fato é que a gente adora quando falam sobre a gente mesmo de um jeito cool,

Nessa sexta estreia Frances Ha, aguardado discretamente por uma legião de perdidos. O filme se passa em NY e conta a vida de uma garota que se encontra no – muito familiar – limbo da vida adulta. Quando já é cafona parecer um adolescente, mas a vida ainda não te chacoalhou o suficiente pra deixar de lado as bobagens e é difícil pagar as contas.

Se você é fã de Girls, este enredo vai soar familiar. Mas esteticamente falando, me parece que o filme tem um toque de deboche mais sutil. O que o torna mais interessante é que é todo em preto e branco (ei você, que queria ter vivido a Nouvelle Vague!) e a trilha sonora tem Bowie, Stones e Macca.

Dizem também que a atriz principal, Greta Gerwig, é dessas meninas prodígio de 20 e poucos anos, que está bem próxima do que consideramos um ser bem sucedido, mas encarna como ninguém essa fase desajustada da vida.

Amanhã nos cinemas.

 

Anúncios